Você deixa seu filho errar?


Você deixa seu filho errar? Fonte: https://economia.uol.com.br/financas-pessoais/noticias/redacao/2017/08/02/veja-erros-que-cometemos-antes-dos-40-anos-e-que-estragam-nossas-financas.htm

É muito ruim ver nossos filhos errando ou se frustrando. Como pais sempre queremos vê-los tendo sucesso seja em que for. Mas será que isso é de fato saudável? Será que não estamos superprotegendo nossos filhos quando não deixamos eles errarem ou se frustrarem?


Apesar de lutarmos diariamente para sermos sempre bons em tudo e ter sucesso no que fazemos, precisamos compreender que na vida iremos nos frustrar muitas vezes pois somos serem humanos e por isso somos passíveis de erros. Fazer nossos filhos aprenderem a lidar com os sentimentos bons ou ruins são tão importantes quanto qualquer escola que os faça passar em um importante vestibular.


Sendo assim, precisamos ensinar nossos filhos a compreender e saber que a frustração existe e precisa ser vivenciada e sentida. Mas por que isso é importante?



Por que errar é importante? Fonte: https://formacao.cancaonova.com/familia/educacao-de-filhos/como-preparar-seu-filho-para-lidar-com-frustracao/

Errar por si só já é um aprendizado, além de nos fazer perceber melhor a realidade. Quando erramos e percebemos o erro, iremos procurar aprender com este com ele e isso é muito importante para o crescimento emocional. Errar e nos frustra nos ensina a pensar e avaliar onde podemos melhorar. Erros indicam desvios de trajeto, isto é, realidades que não correspondem às expectativas que alimentamos. Resumindo, errar é conhecimento puro e desta forma os erros nos guiam para onde devemos ir.


Detectar um erro e superá-lo faz de nós pessoas mais resilientes. Admitir um erro e comunicar isso publicamente, em um gesto de humildade e maturidade. Errar nos tira da nossa zona de conforto e nos motiva a sermos cada dia melhores.


Nós mesmo focamos muito apenas no sucesso e esquecemos que o fracasso e as frustrações fazem parte da vida de qualquer pessoa. Sendo assim, precisamos aprender a apreciar os sentimentos ruim e encara-los como forma de aprendizado. Por isso, permita que seu filho se frustre e que aprenda com esse sentimento. É preciso saber vivenciar e falar de cada sentimento, inclusive os ruins.


Eu mesma tenho uma experiência muito marcante da minha época de escola. Sempre fui uma aluno que tirava notas boas e ao receber minha primeira nota baixa fiquei bastante abalada e frustrada, fato que me fez chorar diante do meu professor de matemática. O meu sábio professor, ao finalizar a aula, veio conversar comigo falando exatamente da importância de errar e que aquilo me faria crescer. Aquela conversa mudou minha forma de encarar minhas notas e me fez superar as dificuldade que eu tinha em saber errar e lidar com a frustração. Hoje posso perceber o quanto aquela nota e aquela conversa me fizeram encarar minhas frustrações como forma de aprendizado.


Nem sempre é fácil falar, ensinar, nem tão pouco aprender a lidar com esses sentimentos. Mas podemos ter uma forcinha!


Por isso, a GoClass recomenda um livro que pode te ajudar nesta tarefa que pode não ser muito simples.


Livro "O QUE É ISSO QUE EU SINTO" de Marcela Egito e Higor Cayo da editora CEPE fala sobre vários sentimentos de forma poética facilitando a compreensão do que sentimos para nossas crianças.



Livro O que é que eu sinto? Fonte: http://editora.cepe.com.br/livro/o-que-e-isso-que-eu-sintor-

Gostou?

Legal né!