Tipos de linhas pedagógicas das escolas


Você as linhas pedagógicas que podem existir nas escolas? Fonte: https://br.freepik.com/vetores-gratis/conceito-de-educacao-moderna-com-design-plano_2916225.htm#term=escola&page=1&position=3

Um novo ano letivo se aproxima e para ajudar você na difícil missão de escolher uma escola com uma linha pedagógica legal para seu filho, trouxemos algumas informações importantes para ajudar nesta escolha.


Se você não sabe ou tem dúvidas a GoClass fez este post para te ajudar!


Você conhece a proposta pedagógica do seu filho?


As vezes nos preocupamos com a estrutura da escola, se a escola é ou não rígida, se tem ótimos índices de aprovação, ou até nos perguntamos qual o método da escola. Mas será que realmente entendemos qual a linha pedagógica da escola e como ela influencia no aprendizado dos nossos alunos?


Quais tipos de pedagogias podem ser abordadas nas propostas pedagógicas das escolas?


Existem inúmeras linhas pedagógicas adotadas pelas escolas. Então, se você não sabe se segue a linha tradicional, construtivista.... dentre outra. Resolvemos te ajudar a entender um pouco mais sobre algumas dessas linhas.


Tradicional


A linha pedagógica tradicional talvez seja a mais antiga delas. Surgida no período do iluminismo, no século XVIII, a partir da necessidade de padronizar as formas de ensino. Apesar de ser uma metodologia bastante antiga, ainda persiste nos modelos de escola deste século, mesmo tendo sofrido algumas alterações ao longo de todos esses anos.


Esta proposta geralmente não permite que o aluno seja o centro do ensino. É uma metodologia que não há muitas atividades práticas, a qual limita o aluno a só aquisição da conhecimento sem contextualiza-lo.


As aulas são comumente expositivas, com aplicação de muitos exercícios de memorização, por exemplo. E as avaliações são comumente realizadas por meio de provas, as quais medem a quantidade de informações que o aluno foi capaz de absorver.


As escolas que optam por este tipo de proposta tem, comumente, seu foco investido na preparação dos alunos para vestibulares. E atualmente é a proposta mais disseminada entre as escolas, mesmo que esta não seja a única metodologia empregada.


Construtivista


A linha pedagógica construtivista é inspirada nas teorias do suíço Jean Piaget, a qual tem como foco principal a construção do conhecimento pelo próprio aluno, a partir da sua curiosidade, visto que o aluno é estimulado a encontrar as respostas a partir das conclusões que tira acerca da sua interação com a realidade e com os colegas. E essa construção do conhecimento se dá por meio da interação entre o aluno e o ambiente em que está inserido.


Desta forma, o aluno é protagonista do seu próprio aprendizado. As metodologias empregadas se dão por meio de experimentação, a pesquisa em grupo, o estimulo a dúvida e o desenvolvimento do raciocínio, entre outros procedimentos. A partir disso, o aluno é capaz de tirar suas conclusões acerca do observado e construir seus conhecimentos e percepções do mundo.


O professor é visto como um mediador que conduz o aluno pelo melhor caminho, mas sem interferir diretamente no processo de aprendizagem. Este professor cria situações para estimular o aluno na construção do conhecimento.


O construtivismo propõe e defende que o aluno erre pois o erro ou tropeço é visto como um trampolim na aprendizagem. Esta proposta não acredita na rigidez do ensino. Este método reforma uma ideia que já colocamos aqui no blog sobre deixar seu filho errar:


https://www.goclassbrasil.com/blog/voc%C3%AA-deixa-seu-filho-errar


As turmas das escolas construtivistas tem comumente menos alunos, de maneira que o aluno possa ser acompanhado mais de perto pelo professor. Visto que o aluno é tido como um ser individual e único que tem sua própria maneira de aprender determinado conteúdo.

Além disso, as avaliações são de forma contínua e comumente não há provas, visto que o professor acompanha quase q de maneira individualizada o aprendizado do aluno.


Além disso, a formatação da sala também é diferenciada, sendo as cadeira organizadas de maneira circular, favorecendo o compartilhamento de ideias e a interação dos alunos com o meio.


Nesta proposta, a família tem um papel muito importante visto que a metodologia deve ser empregada em casa também, para que haja continuidade.


Socio-Interacionista ou Socio-Construtivismo


Baseado nas teorias de Vigotsky prega a importância da interação social ao afirmar que aprender junto é muito mais enriquecedor promovendo e gerando aprendizado e desenvolvimento cognitivo complexos mais acentuado. No entanto, a interação mencionada pode ser feita não só entre indivíduos, mas entre pessoas e objetos também e entre indivíduos e o ambiente.


Sendo baseado no processo de discussões e a partir destas discussões há modificação- transformação na forma de agir e pensar. No entanto, cada indivíduo da significado particular as suas vivencias. e a partir dessas vivencia promovidas pela escola sócio interacionista os alunos sejam capazes de evoluir para conceitos científicos.


O professor tem como papel ser o condutor deste processo, atuando no que Vigotsky nomeia de ZDP (Zona de desenvolvimento proximal), que é a distância entre o que se pode fazer sozinho e o que se faz com a mediação de outra pessoa, ou seja, o amadurecimento suficiente para que algum indivíduo seja capaz de compreender determinado conteúdo.


Este método se aproxima bastante do anteriormente mencionado, no tipo de avaliação e estrutura das salas e posicionamento do professor.


Metodologias ativas


A linha pedagógica de metodologias ativas é bem recente e surgiu a partir da necessidade de repensar a função social das instituições de ensino, particularmente depois da disseminação da internet e demais tecnologias, no qual o acesso a informação é muito rápido e fácil.


Sendo assim, metodologias muito antigas de só repassar informação deixa de fazer sentido e passa a ser desinteressante pois, atualmente a informação e o conhecimento está em todo lugar e de muito fácil acesso.


Neste contexto as metodologias ativas tira o foco do conteúdo e volta-se para estudante e para o processo de aprendizado.


Com as metodologias ativas, a disseminação do conhecimento é apenas facilitado pelo professor assim como construir conhecimentos com sua atenção voltada para a aprendizagem do aluno, lançando ao aluno problemas e situações reais a fim de que ele seja capaz de construir o conhecimento.


No entanto, para isso o educador deve ter total domínio do que pretende ensinar a seus alunos, de forma que o aluno participe ativamente de forma interativa com o conteúdo contextualizado.


Esta pedagogia possibilita o desenvolvimento da autonomia e a colaboração entre os estudantes fatores que facilitam uma melhor convivência em sociedade. E recebe este nome porque são utilizadas várias metodologia mutuamente, tais como aprendizagem baseada em projetos, sala de aula invertida, aprendizagem baseada em problemas.



Essas são as principais linhas pedagógicas empregadas nas escolas. No entanto, é preciso ter em mente que dificilmente uma escola irá aplicar uma única proposta. Comumente o que existe são alternância entre as propostas e metodologias.


Além disso, é preciso compreender que não existe proposta certa ou errada mas, a que melhor segue aquilo que você acredita para a educação do seu filho.


Agora que você já sabe um pouco mais sobre quais são e como são as propostas pedagógicas das escolas fica um pouco mais fácil de tomar a decisão de qual a escola é melhor para seu filho!


Esperamos que este post tenha ajudado na sua decisão



Equipe GoClass

©2018 by GoClass.