Mapas Mentais - Como fazer? Como estudar por eles?


Fonte: https://br.freepik.com/vetores-gratis/ilustracao-de-bolha-do-discurso-de-nuvem_3047347.htm

Olá,


Hoje vamos falar de uma ferramenta que apesar de não ser tão recente tem sido amplamente difundida nas escolas e cursos no intuito de ajudar os alunos em seus estudo.


Hoje vamos falar de mapas mentais.


O que é mapa mental? 


Mapa mental, também conhecido como Mapa Conceitual, é uma técnica de estudo criada por Tony Buzan na década de 60.


Esses mapas na verdade são resumos cheios de símbolos, cores, setas e frases de efeito com o objetivo de facilitar o aprendizado por meio da organização de conceitos básicos e fundamentais de um conteúdo, de forma que facilite associações entre as informações destacadas.


Esta é uma excelente ferramenta para que tem boa memória visual.


Ou seja, é um esquema de estudos que fornece uma panorama geral sobre um tema. E assim, ajuda a estudar e fixar os pontos mais importantes, de maneira que permite que sejam feitas associações.


Os mapas mentais ainda ajudam visualmente a memorizar os principais pontos de um conteúdo e assim fica mais fácil organizar os detalhes de um conteúdo na cabeça.


As nossas sinapses neurais funcionam desta maneira.


Os recursos visuais contribuem ativando diferentes partes do cérebro e fornecendo mais opções para acionar nossa memória.


O mapa mental ajuda a utilizar o potencial do seu cérebro ao máximo!


A hierarquia das informações contidas nos mapas mentais tornam a assimilação dos conteúdos mais fáceis.


Apesar de ser amplamente utilizado para estudar, os mapas mentais ainda podem ser utilizados para memorização, desenvolvimento da criatividade, solução de problemas, planejamento e estruturação de projetos.


Como fazer um Mapa mental?


Antes de mais nada, é preciso ter em mente que os mapas mentais não tem um regra rígida, mas existem vários tipos e alguns processos que ajudam e guiam neste processo.


Então, vamos a um passo a passo que você vai tirar de letra!


1. Primeiro pegue uma folha em branco, coloque-a na horizontal e escreva no centro da folha ou no topo da folha o nome do conteúdo, o título ou ainda o que mais é marcante neste tema.


2. A partir desse ponto central coloque setas que direcionam este tema central há coisas que estão dentro deste tema central que são importantes de serem lembrados, de forma que eles se conectem. Ou seja, formar tópicos importantes a partir do tópico central.


3. Depois disso, tentar ainda fazer subtópicos vindo dos tópicos anteriores, de forma a montar uma hierarquia. Lembre-se de que quanto mais informações colocar, mais rico será o mapa mental e consequentemente, mais eficiente será seu estudo por ele.


4. Use palavras-chave para seu material ficar resumido e objetivo


5. Complete o seu resumo com todas as informações importantes, como por exemplo: contexto histórico, influências, localização, fatores de causa, consequências, detalhes…


6. Não tenha medo de colocar ou tirar informações. Você tem vários elementos para estimular seu cérebro e representar a matéria.


7. Também podem ser inseridos, desenhos e símbolos que remetam ao conteúdo. Desta forma você ajudará seu cérebro a lembrar do conteúdo.


Por exemplo, se você vai montar um mapa mental as Briófitas (um grupo vegetal) você pode colocar desenho das plantas, ou até mesmo o nome do tema. E a partir de então colocar as classes e as características desse grupo


Imagem Mapa Mental Briófitas

Fonte: https://www.passeidireto.com/arquivo/60613721/mapa-mental-briofitas


Além desses elementos, conforme podemos ver no mapa acima, são usadas cores variadas, formatos de balões, fontes de letras diferentes, dando destaque diferentes, bem como as setas.


Outro ponto muito importante na construção do seu resumo é você decidir o que cada elemento representa. Tudo tem que ter sentido, com diferentes significados.


Ou seja, use e abuse daquilo que faz mais sentido para você, bem como aquilo que ajudará lembrar melhor do conteúdo.


A criatividade precisa ser bastante utilizada na construção de um mapa mental, no entanto não é preciso ser um especialista em criatividade para conseguir criar um.


No entanto, é preciso ficar bastante atento aos detalhes dos conteúdos, visto que quase sempre um modelo de mapa dificilmente servirá de modelo para outro conteúdo.


Ferramentas para criar seu mapa mental online


Se você não estiver muito seguro a ponto de criar um mapa mental a mãos livres, ou simplesmente prefere ferramentas digitais. Saiba que existem algumas ferramentas online

para ajudar nesta ocasião.


Mindmeister

Funciona como aplicativo e também no navegador, tem versão gratuita e paga. Eles ainda oferecem desconto para quem é estudante.


Mind Node

É uma ferramenta simples e prática, também possui versão gratuita.O único ponto negativo é que funciona apenas para iOS.


Canva

Criação de mapas mentais não é o foco desta ferramenta, no entanto serve perfeitamente pata tal função. O uso da ferramenta é gratuito, você só precisará pagar se quiser usar alguns itens específicos.


Free Mind

É um software para mapas mentais que possui versões para Windows, MAC OS e Linux, Gratuito, simples e objetivo. Ele conta com todas as opções que você precisa para montar seu mapa mental, incluindo símbolos e cores.


XMind

Possui versão gratuita e uma paga, a ferramenta possui as funções básicas para criar o mapa mental e com algumas facilidades extras. É possível compartilhar os mapas e mantê-los em um servidor nuvem.


Coggle

Essa ferramenta online gratuita permite que mais de uma pessoa edite o mapa mental ao mesmo tempo ótimo para trabalhar em grupo e para compartilhamento de anotações.

Além desses, existem inúmeros outros que podem ser utilizados para criação de mapas mentais.


Quais são as vantagens de utilizar um mapa mental?


O mapa mental podem proporcionar inúmeros benefícios tais como maior flexibilidade de construção do conhecimento, facilidade em lembrar e organizar, melhor visão geral do conteúdo.


Agora que você já sabe um pouco mais sobre mapas mentais e já sabe mostrar um. Ponha a mão na massa e corra já para fazer o seu.


E não esqueça de comentar aqui embaixo como foi a experiência.


Até a próxima




Equipe GoClass