Janeiro Verde


Fonte: http://www.artedeviverbem.org.br/2015/janeiro-verde-e-o-mes-de-conscientizacao-sobre-o-cancer-do-colo-do-utero/

Olá,


Em Janeiro, além da campanha do Janeiro branco, também temos a campanha do Janeiro Verde que se refere a prevenção do câncer do colo do útero.


O calendário colorido da saúde surgiu com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre o perigo de algumas doenças e incentivar a prevenção e o tratamento das mesmas.


As associações médicas tem se reunido a fim de escolher a cor e doença para determinado mês.


A cor verde se refere ao sinal de alerta para a prevenção e a detecção precoce desse tipo de câncer.


O que é o Câncer de Colo do Útero?


O câncer de colo do útero , também conhecido como câncer cervical, é um tipo de câncer causado pela infecção persistente por alguns tipos do Papalomavírus humano- HPV oncogênicos. A infecção genital por este vírus é muito frequente e não causa tumor na maioria das vezes.


Este é o 3º tipo de câncer mais frequente entre as mulheres e a 4ª que mais gera mortalidade de mulheres por câncer no Brasil. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer são mais de 16 mil novos casos a cada ano.


Segundo o Instituto Nacional do Câncer no Brasil 60% dos casos de câncer são diagnosticados nos estágios 3 e 4, mais avançados e difíceis de tratar, sendo risco de morte para as pacientes.


Transmissão


A transmissão do vírus se dá por meio do contato direto com a pele ou mucosa infectada, sendo a principal forma através do sexo, no entanto pode haver contágio através do contato oral-genital, genital-genital ou mesmo manual-genital. Portanto, o contágio com o HPV pode ocorrer mesmo na ausência de penetração vaginal ou anal. Também pode haver transmissão durante o parto.


De acordo com a SBC – Sociedade Brasileira de Cancerologia o alto índice de tumores do colo do útero está diretamente relacionado às condições sócio-econômicas da população, bem como à falta de campanhas efetivas de prevenção e detecção precoce da doença.


Além disso, o início precoce da atividade sexual, múltiplos parceiros, tabagismo e uso prolongado de pílulas anticoncepcionais podem ser fatores agravantes.


A infecção genital por esse vírus é muito frequente, no entanto quase sempre não causam doença. Caso evolua para um câncer, ocorrem alterações nas células. Na maioria dos casos há cura. Por isso, é importante a realização periódica dos exames corretos.


Sintomas


O câncer cervical, ou de colo do útero, não apresenta sintomas no início. No entanto, com a evolução do tempo, a mulher nota um ou mais desses fatores:


– dor na relação sexual;

– dor na pélvis;

– aumento da secreção vaginal.

– sangramento vaginal anormal: fora do ciclo menstrual, depois ou durante relação sexual ou exame pélvico, depois da menopausa, ou menstruação mais longa e forte do que o usual;


Prevenção


A prevenção primária do câncer deve ser feita com o uso de camisinha nas relações sexuais. No entanto, a prevenção mais efetiva está na vacinação contra o HPV para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, que protege contra os tipos 6, 11, 16 e 18 do HPV.


Infelizmente, mesmo com as campanhas e a divulgação da importância desta vacina a adesão da população tem sido muito baixa e as campanhas não obtiveram o índice esperado pelo Ministério da Saúde. E vale salientar que esta vacina é distribuída gratuitamente em todos os postos de saúde em todo o território nacional.


Além dessas, a realização do exame preventivo Papanicolau se complementam como ações de prevenção desse tipo de câncer. O exame deve ser realizado periodicamente a partir dos 25 anos, mesmo para as mulheres já vacinadas, pois a vacina não protege contra todos os tipos do HPV. Por isso é IMPORTANTÍSSIMA a realização periódica deste exame.


O exame preventivo é indolor, simples e rápido. Pode, no máximo, causar um pequeno desconforto.


Em caso de detecção do câncer, quais os tratamentos?


Entre os tratamentos mais comuns para o câncer do colo do útero estão a cirurgia e a radioterapia.


O tipo de tratamento dependerá do estado de andamento da doença, tamanho do tumor e fatores pessoais, como idade e desejo de preservação da fertilidade.

Agora que você já sabe da importância da prevenção do Câncer de Colo do Útero, divulgue e compartilhe esta campanha.


E não esqueça de realizar os exames periodicamente.


Além disso, é importante lembrar de levar seus filhos para se vacinar o quanto antes.


Nós da GoClass apoiamos esta ideia.




Equipe GoClass