A importância Histórica do Natal e de seus símbolos


Fonte: https://br.freepik.com/psd-gratis/maquete-de-criador-de-cena-com-conceito-de-natal_3551399.htm#term=natal&page=4&position=11

Olá,


Hoje o Post do Blog da GoClass está em clima de Natal!


Hoje vamos falar um pouco de como surgiu a festa do Natal e da sua importância histórica, bem como seus símbolos e significados!


O termo Natal tem origem na palavra do latim “natalis” que é derivada do verbo nascer (nāscor).


Sabemos que o Natal é uma data festiva que acontece uma vez no ano, no dia 25 de dezembro e é uma comemoração em virtude do Nascimento de Jesus!


Além do sentido espiritual de nascimento, solidariedade que vem acompanhando esta data, há também o sentido comercial que de certa forma nos influencia no consumo visto q é uma data que remete presentear quem gostamos e amamos.


Mas porque comemoramos no dia 25 de Dezembro? Esta é mesmo a data que Jesus Nasceu?


Jesus nasceu mesmo em 25 de Dezembro?


Não se sabe ao certo o dia que Jesus nasceu.


Mesmo assim, este assunto gera muita curiosidade. Então, há quem dedique seu tempo tentando encontrar pistas do aniversário de Jesus na Bíblia.


Alguns estudiosos desta assunto e da bíblia afirmam que segundo o Evangelho de Lucas a história dos pastores que, enquanto vigiavam rebanhos ao relento, foram avisados por anjos sobre o nascimento do Menino Jesus.


Contudo, no mês dezembro no hemisfério norte é inverno, então é a época fria do ano na região de Belém, principalmente para ficar ao relento pajeando ovelhas a noite. Sendo assim, esta atividade era mais comum nos períodos de clima mais quente como a primavera, de repente, abril.


No entanto, o tempo dos texto bíblicos não são muito bem alinhados com o tempo atual, e por isso, do ponto de vista histórico e cronológico não são considerados tão confiáveis.



Então porque o 25 de dezembro foi escolhido?


Na antiguidade a comemoração do Natal tinha várias datas diferentes. Foi somente no século IV que está data foi estabelecida para ser o dia do Natal!


Acredita-se que esta decisão tenha vindo da Roma antiga, na qual os romanos comemoravam nesta data o início do inverno.


Eles tinham como tradição o culto ao Deus Sol que se realizavam dias de festividades com o intuito de renovação.


Esta festividade tinha duração de 12 dias, pois este foi o tempo que os três reis magos levaram para chegar ao menino Jesus para entregar os presente!


Atualmente, os doze dias contam a partir da data do Natal e se encerram no dia 6 de janeiro, que conhecemos com dia de Reis, é o dia em que desmontamos nossas árvores de Natal! Você sabia disso?


No entanto, outros povos da antiguidade também comemoravam o Natal desta forma (ou devido a chegada do inverno ou pela passagem do tempo). Como por exemplo os mesopotâmicos, que celebravam o “Zagmuk”, uma espécie de comemoração pagã em que um homem seria sacrificado graças a crença de que no final do ano alguns monstros despertavam.


Mais tarde entre 337-352 esta data (25 de dezembro) foi determinada pelo Papa Julius I e declarada feriado nacional pelo Imperador Justiniano, em 529.


Desta forma, o Natal passou a ser comemorado em muitos países.


A importância histórica do dia 25 de Dezembro


Histórica, a data de 25 de dezembro, do ponto de vista cronológico marca para o ocidente o início do ano 1 da nossa história.


Símbolos do Natal, porque fazem parte do Natal?


Alguns de origem religiosa outros com sentido pagão, não importa, quando chega o Natal eles aparecem com esta festividade.


Presépio: o primeiro deles foi montado por São Francisco de Assis, no século XIII, na Itália. São Francisco quis recriar a cena do nascimento de Jesus para explicar para as pessoas como teria acontecido.


O presépio é o símbolo a união do divino com o terreno, afinal reúne pessoas, animais e a figura de Deus.


Após isso, passou a ser tradição a montagem do presépio em igrejas e em diversos locais durante o ciclo do Natal.


Os anjinhos que aparecem no presépio a São Gabriel, o anjo que terá anunciado à Maria que ela seria mãe de Jesus.


Os três reis magos referem-se aos magos que foram em busca de Jesus para levar-lhe presentes. Este é um dos motivos pelos quais damos presente no Natal.


E as estrelas do presépio, bem como as que usamos no topo da árvore de Natal são referente ao sinal pelo qual os reis magos se guiaram para encontrar o lugar onde Jesus teria nascido.


Árvore de Natal: A árvore de Natal é um dos símbolos mais conhecidos desta festividade.

Mesmo que não haja presépio, a árvore não pode faltar nas decorações natalinas.


A primeira árvore de Natal foi montada por Martinho Lutero, a principal figura da Reforma Protestante. Mas mesmo antes de Lutero as pessoas usavam árvores enfeitadas para comemorar a chegada do inverno. E é exatamente este o motivo de a árvore utilizada ser o pinheiro (árvore típica de regiões frias e que resistem ao inverno).


Sendo assim, a simbologia da árvore é de esperança e paz, assim como Jesus para os cristãos.


Papai Noel: O Papai Noel é um dos personagem mais importante da festa. O velhinho simpático, que gosta de distribuir presentes, é na verdade inspirada em um bispo turco chamado São Nicolau. São Nicolau tinha o costume de ajudar as pessoas mais carentes, deixando moedas em suas chaminés.


Sendo o Papai Noel (São Nicolau), símbolo de generosidade na época natalina. No entanto, ao invés de moedas, o Papai Noel passou a distribuir presentes para as crianças.


Ceia de Natal: A origem da Ceia de Natal é proveniente da Europa. Na ocasião as pessoas deixavam a porta das suas casas abertas para receber viajantes.


A Ceia de Natal traz como simbologia a união e a confraternização das famílias.


Assim, na véspera de Natal, os familiares se reúnem à mesa para a tradicional ceia de Natal.


Agora que você já sabe um pouco mais sobre a história do Natal, desta data e das suas simbologias, conte para seus filhos, amigos e familiares, nas reuniões de Natal para deixar a Ceia mais simbólica!


A Equipe GoClass deseja a todos os alunos, pais e responsáveis um Feliz Natal!



Equipe GoClass

©2018 by GoClass.