10 dicas para Interpretação de Texto


Seu filho tem dificuldades na interpretação de texto? Fonte: https://www.sbcoaching.com.br/blog/qualidade-de-vida/leitura-e-o-desenvolvimento-humano/

Uma das grandes dificuldades que nossos estudantes possuem, é compreender e interpretar aquilo que estão lendo. E isso afeta significativamente não apenas o desenvolvimento na disciplina de Português, mas de qualquer conteúdo de qualquer disciplina.


Por isso, a GoClass preparou 10 dicas para você ajudar seu filho neste processo.


Antes de mais nada precisamos compreender como se dá o processo de compreensão de um texto


Então vamos lá!


Mas como se dá o processo de interpretação de um texto?


Para que sejamos capazes de compreender bem um texto, passamos por 3 processos. São eles:


Pré-Compreensão: que se refere a tudo que o leitor sabe sobre um tema antes de ler, ou seja todo o conhecimento prévio que o leitor possui antes de ler o texto. Por exemplo, que se você pegar um texto do 3º ano, estando ainda no 1º ano, vai encontrar dificuldades para entender o assunto, porque você não tem conhecimentos prévios que possam embasar a leitura. Por isso, quanto mais você lê, mais conhecimento sobre mais coisas terá.


Compreensão: a partir da pré-compreensão, o leitor identifica as novas informações ou as que já sabia. Sendo assim, a informação nova se une a informação antiga e o assim o leitor é capaz de compreender o texto.


Interpretação: A interpretação é o ponto final e o ponto chave da leitura de um texto. Quando o leitor interage com texto e é capaz de responder ao texto, isto é interpretação. Sendo assim, o leitor é capaz de se abrir, crescer e ampliar-se para novos sentidos.


Agora que você já sabe como se dá o processo da interpretação, vamos as dicas.


1. Não esqueça o dicionário


Não sabe o significado de uma palavra do texto? Não se desespere e vá correndo atrás de um dicionário. Antes disso, tente realizar a interpretação baseado no contexto da frase lida. Ainda assim não conseguiu? Busque um dicionário.


Esta tarefa faz parte da primeira etapa (a pré-compreensão), que reflete a aquisição de novo vocabulário. Para isso, precisamos compreender que quanto maior for seu vocabulário, melhor será sua leitura e consequentemente sua compreensão e interpretação do texto. Por isso, se você não conhece alguma palavra, não hesite em buscar seu significado.


Com o tempo o dicionário não será mias necessário em suas leituras pois você já terá um vocabulário extenso.


2. Produza seu próprio texto

Ao ler o texto você pode produzir um novo texto a partir do que você entender da leitura, mas sem copiar. Você pode:


- Sublinhar as principais idéias que o autor traz no texto para indicar o que de fato importa. Depois você pode reescrever estas partes utilizando suas próprias palavras.


- Escreva comentários e opiniões sobre cada posicionamento do autor, por exemplo, como qualidades e defeitos que você identifica no texto. É importante sempre justificar a sua posição. Isso pode te ajudar a exercitar a criticidade.


- Não esqueça de separar o que é fato do que é opinião do autor. Este tipo de avaliação indica maturidade na interpretação textual.


- Criar tópicos ou pequenas frases que retratam o texto após a identificação das partes importantes, pode te ajudar a organizar as principais ideias do texto.


- Caso não queira fazer um resumo, ou escrever, você pode explicar para você mesmo o que você acabou de ler ( de repente em frete a uma espelho).


3. O velho hábito de ler no papel


Sim, este velho hábito de ler no papel em vez da leitura digital, te ajuda na melhor compreensão do texto. Mas como assim?


Este é um fato comprovado em estudo realizados com leitores do Kindle (uma espécie de tablet exclusivo para leitura), indicando que a experiência sensorial da leitura se perde com os eletrônicos como por exemplo, passar as paginas, o toque do papel. Fato que leva o leitor a reduzir a memória a longo prazo acerca da leitura e consequentemente sua interpretação.


4. Tire um tempinho só para ler devagar


Conhecidos por especialistas como “slow-reading” (em tradução literal, da leitura lenta), este tipo de leitura pode te ajudar bastante no quesito concentração.


Focar de 30 a 45 minutos na leitura exclusivamente, livre de distrações tecnológicas pode ajudar seu cérebro a recuperar a capacidade de fazer a leitura linear. Este exercício pode te ajudar na redução do o estresse e ansiedade, além de melhorar a concentração.



5. Aproveite os recursos que você tem disponível


Procure ter hábito de investigar e interpretar gráficos, tabelas, imagens, infográficos. Este é um dilema e um hábito muito comum entre os estudantes que comumente se apavoram ao ver esses recursos gráficos e por isso acabam ignorando-os.


No entanto, precisamos nos adaptar a esses recursos visto que são utilizados não só em provas como o ENEM, mas para facilitar a compreensão dos conteúdos.


As legendas e referencias das imagens, tabelas, gráficos e infográficos pode te dar um indicativos do qual é o objetivo da leitura.


Por isso, tente extrair o máximo de informações possíveis dos recursos que você tem disponíveis.


6. Voz ativa


Procure usar a forma direta das frases: sujeito + predicado + complemento


Exemplo: A menina leu o livro.


Em vez de: O livro foi lido pela menina.


A ordem inversa das frases pode confundir a mente, mostrando qual enfoque o autor quer dar ao texto, por exemplo.



7. As redes sociais podem ser um aliado


Já ouviu falar em memes?


Pois é, eles mesmos. Geralmente eles vem carregados de humor e ambiguidade associados a imagens. Por isso, podem ser uma excelente e divertida alternativa para te ajudar no quesito interpretação.


8. Pratique a leitura de textos extensos


Leituras longas podem ser cansativas, mas você só vai se habituar a ler textos longos praticando e de certa forma criando uma espécie de resistência. Se for o texto for impresso, o resultado será mais eficiente.


9. Pratique com músicas


Se você gosta de escutar música, use esta ferramenta a seu favor. Elas pode vir com diversos recursos linguísticos que podem nos ajudar na interpretação de um texto (por exemplo as figuras de linguagem).


Ao escutar uma música, reflita sobre a letra. O que o compositor quis dizer com ela?

Pegue a letra e tente interpretar o significado estrofe por estrofe.


10. Leia tirinhas


Tirinhas são muito boas para interpretação pois, de forma mais lúdica, podem imprimir problema social, histórico, ou uma crítica implícita. Além de ser muito comuns em provas de vestibular e no Enem, por exemplo.



Gostou das dicas?


Então ajude e incentive seu estudante com a ler e interpretar os textos.